Como a Lalamove se adapta a diversos mercados para ser um negócio global

No fim do mês passado, o Grupo Globo realizou o Festival de Inovação e Cultura Empreendedora (Fice), e a Lalamove foi uma das participantes do evento.

Nosso gerente de expansão para a América Latina, Philippe Rambaud, participou de um painel com representantes de empresas de várias regiões do mundo. Durante a conversa, eles falaram sobre as particularidades desses diferentes ecossistemas de inovação.

Philippe tem uma experiência internacional bem extensa: nasceu e começou a carreira na França. Em 2015, mudou-se para a Ásia. Lá, primeiro atuou na Foodpanda, uma plataforma de entregas do grupo Delivery Hero. Na Lalamove, coordenou a expansão da startup em cidades como Jacarta (Indonésia), Cebu (Filipinas) e Hanói (Vietnã). Agora, sua missão é oferecer uma solução completa em entregas para pessoas e empresas da América Latina.

No palco do Fice, o executivo falou sobre como a adaptação a diferentes mercados ajudou a Lalamove a se transformar em uma empresa global.

Confira alguns dos destaques da apresentação do Philippe abaixo:

1. De tuk-tuks a carretos
Um dos diferenciais da Lalamove é que nós ajudamos o clientes a entregar praticamente qualquer coisa. Para isso, conectamos os usuários a motoristas parceiros, que percorrem mais de 200 cidades no mundo nos mais variados veículos.

Por exemplo, em Hong Kong, onde a Lalamove nasceu, predomina o uso de vans. Na Índia, tem parceiro da Lalamove em tuk-tuks, aqueles triciclos com carroceria típicos do país. Já aqui no Brasil, a Lalamove trabalha com motos, Fiorinos e carretos.

2. Duas empresas
Quando nosso fundador, Shing Chow, criou uma solução completa em entregas, ele percebeu que o mercado chinês era diferente do resto do mundo e que precisava de uma atenção especial. Por isso, ele criou dois times de desenvolvimento de produto diferentes na Lalamove: um para a China e outro para o resto do mundo. Além disso, o nome das operações é diferente. No mercado chinês, somos conhecidos como Huolala, enquanto no resto do mundo somos a Lalamove. A decisão do Shing se mostrou correta – afinal, nos tornamos um negócio global!

3. Quer pagar como?
Outra diferença interessante é que cada região em que atuamos tem uma preferência por uma determinada forma de pagamento. Na China, os pagamentos são feitos majoritariamente pelo celular. Já no Sudeste Asiático, o uso de dinheiro em espécie é muito comum. Aqui no Brasil, o cartão de crédito é bastante usado, assim como os boletos.

4. Modelos diferentes
O modelo de negócios da Lalamove também varia de acordo com a região. Na China, a empresa cobra uma mensalidade de seus parceiros. Já em outras regiões, a Lalamove cobra uma pequena comissão do valor de cada corrida.

No painel em que Philippe participou, também estiveram Amintas Lopes Neto, brasileiro que fundou a empresa de tecnologia da informação AI Networks, nos Emirados Árabes; Enon Landenberg, de Israel, fundador do Bosco, um app que ajuda pais a monitorar a atividade dos filhos no celular; e Phil Mitsopoulos, head de parcerias da startup de inteligência artificial Stradigi AI, do Canadá. Para mais informações sobre a conversa, clique aqui. E se quiser assistir à apresentação do Philippe, confira o vídeo em nosso perfil no Facebook.

Compartilhar

Lalamove

Related Posts

entregas

Parceiros de Sucesso: "Depois que me tornei parceiro da Lalamove, aumentei minha renda em 60%"

March 26, 2020

Parceiros de Sucesso: "Depois que me tornei parceiro da Lalamove, aumentei minha renda em 60%"

Darcio Brugnera sempre trabalhou no mercado de entregas. Na maior parte do tempo, percorrendo as estradas do nosso país em caminhões grandes. Maistrue

Read More
parceiro

Coronavírus: 6 dicas para motoristas parceiros evitarem o contágio

March 13, 2020

Coronavírus: 6 dicas para motoristas parceiros evitarem o contágio

Os casos de coronavírus (ou Covid-19) estão ficando mais frequentes no Brasil. Como nos preocupamos com o bem-estar dos nossos motoristas parceiros,true

Read More
Lalamove

Parceiros de Sucesso: "Com os repasses da Lalamove, consegui fazer uma viagem internacional"

March 12, 2020

Parceiros de Sucesso: "Com os repasses da Lalamove, consegui fazer uma viagem internacional"

Alexandre Ramos é um parceiro da categoria LalaGo – ou seja, ele faz entregas com uma moto de placa cinza. Desde que ele começou a fazer entregas comtrue

Read More
motorista

Parceiros de Sucesso: “Com a ajuda da Lalamove, estou economizando para comprar meu apartamento”

March 5, 2020

Parceiros de Sucesso: “Com a ajuda da Lalamove, estou economizando para comprar meu apartamento”

Renan Salvador é um motorista parceiro da Lalamove que faz entregas com seu utilitário, uma Renault Kangoo. Ele tem uma história de vida bastantetrue

Read More

COMENTÁRIOS

POSTS RECENTES

Parceiros de Sucesso: "Depois que me tornei parceiro da Lalamove, aumentei minha renda em 60%"
March 26, 2020
Coronavírus: 6 dicas para motoristas parceiros evitarem o contágio
March 13, 2020
Parceiros de Sucesso: "Com os repasses da Lalamove, consegui fazer uma viagem internacional"
March 12, 2020
Parceiros de Sucesso: “Com a ajuda da Lalamove, estou economizando para comprar meu apartamento”
March 5, 2020
Economize tempo e dinheiro com o serviço de múltiplas paradas da Lalamove!
March 5, 2020

NEWSLETTER